ghiveministry
GHIVE - Padrão de Relacionamento Divino!

Generoso
Humilde
Intenso
Verdadeiro
Eterno

Generous
Humble
Intense
Veritable
Eternal

Generoso
Humilde
Intenso
Verdadero
Eterno

 
 

Louvor Espontâneo

Hoje fui impactado e tocado por Deus ao ouvir algumas palavras de ministração profética da boca de Ana Rock em uma entrevista no Youtube, e por ministrações de louvor espontâneo de um servo de Deus chamado Gregório McNutt. Ambos expressaram nestes vídeos um amor a Deus com tanta simplicidade e espontaneidade... O que me levou a olhar para mim mesmo e me perguntar: Tenho louvado ao Senhor Jesus da maneira como eu deveria?

Todos aqueles que são ministros de louvor e que já tem uma caminhada de algum tempo como seguidores de Cristo sabem que o Louvor e a Adoração tocam o coração de Deus, que no céu os anjos louvam e adoram sem cessar, e que todo ser que respira louva ao Senhor com a sua própria vida, natureza e expressões diárias.

Mas será que a maneira como temos louvado a Deus em nossos cultos na congregação flui de forma espontânea, ou estamos apenas lançando palavras ao ar, que nada significam para nós, que não representam uma expressão natural do nosso existir?

Ao pesquisar no Google o significado da palavra Espontâneo, encontramos o seguinte:

Espontâneo (adjetivo) 1. que alguém faz por si mesmo, sem ser incitado ou constrangido por outrem; voluntário. 2. sem artificialismos ou elementos ensaiados ou estudados; natural, sincero, verdadeiro.

Quando eu li estas duas explicações que traduzem o que é espontâneo, mais uma vez me senti incomodado comigo mesmo. O que Deus espera de nós? O que será que mais agrada a Ele? As minhas expressões ensaiadas, minhas palavras programadas, meus movimentos calculados na ministração do louvor ou a minha entrega total aos seus pés e a minha expressão natural de contrição a Ele diante de tamanho amor entregue a mim, sem esperar nada em troca?

E quando estou junto ao corpo de membros, no rio (plateia), será que Deus espera apenas que eu imite aquele que está ali no palco, reproduza seus movimentos, siga suas palavras de comando para um público que muitas vezes está completamente desconectado daquele que é a nossa fonte de ser e existir?

Segundo o livro "Jesus Cristo é o Senhor" de Jorge Himitian, a língua do povo de Deus é o Louvor. Ao abrirmos a boca, a nossa expressão natural e espontânea deve ser o Louvor. Se não é isto o que sai de nossa boca naturalmente, devemos nos atentar e pedir ao Pai que limpe e restaure o nosso coração, porque na Bíblia está escrito que "a boca fala do que o coração está cheio".

Pai, me ensine a amar a tua casa. A minha casa é o teu coração!

Fernando Gasparetto

 
Copyright © 2011 - Todos os direitos reservados. Desenvolvido por